Polícia

CAPITAL » Nem PM escapa Assalto a dois militares à paisana termina com um deles baleado no Bairro Carlos Prates. Menor envolvido no crime foi apreendido

Andréa Silva

Publicação: 23/07/2014 04:00

Os quarteirões das ruas Bom Sucesso, Monte Santo e Riachuelo, no Bairro Carlos Prates, Região Noroeste de Belo Horizonte, foram tomados de viaturas da Polícia Militar (PM) no fim da noite de anteontem após assalto contra dois policiais militares à paisana. Um deles acabou sendo baleado durante a abordagem dos criminosos. Temendo ser identificado e morto pelos bandidos, o sargento A.C.O.J., de 35 anos, reagiu à ação dos ladrões e correu. Os assaltantes começaram a atirar e o tenente C.J.S., de 49, que estava próximo a ele, tomou um tiro na barriga. Colegas do militar ferido o levaram para um hospital particular no Barro Preto, Centro-Sul de BH. Ele passou por cirurgia e não corre risco de morte.


Uma turma de policiais militares acabava de sair de um curso preparatório, por volta das 22h30, quando o assalto aconteceu. O sargento e o tenente caminhavam em direção às suas motos, quando A.C.O. J., que estava um pouco mais à frente, foi rendido por dois dos criminosos armados – um deles era o menor P.H.R.P., de 17 anos, que foi apreendido no local. Quando o adolescente começou a dar buscas no sargento, o policial reagiu. Jogou sua mochila e o capacete no rapaz e saiu correndo, gritando para avisar o tenente que era um assalto.


Nervosos, os ladrões começaram a atirar em direção aos dois policiais e depois correram. Um dos disparos atingiu C.J.S., que não teve tempo de se proteger. Assim que foi atingido, ele caminhou em direção a colegas e pediu ajuda, informando que havia sido baleado.


Após os disparos, testemunhas viram dois homens entrando em um veículo Fox prata e fugindo sentido Via Expressa, deixando o adolescente para trás. O menor ainda conseguiu escalar um muro, largando na rua o capacete e a mochila que ele havia acabado de roubar do sargento. O rapaz se escondeu em um matagal de um lote vago de acesso a Rua Riachuelo, mas com a ajuda de cães da Rondas Ostensivas com Cães Adestrados (Rocca) da PM, foi localizado e detido.


PLANO


De acordo com o tenente André Rocha, do 34º BPM, o adolescente sofreu algumas escoriações e precisou de atendimento médico antes de ser levado ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH). Segundo a PM, o acusado foi apresentado ao Juizado da Infância, que determinou a internação dele. O caso foi definido como tentativa de latrocínio.


“O adolescente confessou que ele e mais dois colegas já saíram de casa com o plano de roubar uma moto. Conseguimos informações sobre os outros dois autores. Foram feitas buscas, mas eles não foram localizados”, informou o policial. Segundo ele, os autores são do Bairro Aparecida, também Região Noroeste da cidade.


O carro que a dupla usou na fuga foi encontrado abandonado na Rua São Leopoldo, Bairro Santa Cruz, Nordeste de BH, a cerca de oito quilômetros do local onde o militar foi baleado. De acordo com a polícia, o veículo tinha queixa de furto e estava com as placas clonadas.


Em nota, a PM confirmou que o tenente C.J.S. foi baleado durante um assalto. O militar, que é lotado no Centro de Material Bélico (CMB), estava de folga no momento do crime e acabava de sair de um curso onde estavam outros militares. O tenente deixou o estabelecimento de ensino na companhia do sargento e os dois caminhavam pela Rua Bom Sucesso quando foram rendidos por três assaltantes, sendo um deles o adolescente, que foi quem tentou dar uma busca no sargento, a procura de objetos de valores.

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.